UM CIRCO,
de Julliano Mendes

CAPA NOVA 007.jpg

Um homem que move apenas um de seus braços. Uma menina que conhece o mundo mediado pelas cores. Um carregador de móveis que acaba de perder o pai. Uma travesti imersa no mundo da prostituição. Uma professora do primário que sofre violência doméstica. Um ex-empresário do ramo de entretenimento que agora vive de bicos. Uma dona de pousada, solitária e embrutecida. Do encontro dessas pessoas e da confluência de seus desejos e segredos, nasce Um Circo. Narrativa dinâmica, que envolve o leitor em uma sequência de acontecimentos repletos de lirismo e força, mas também de crueza e tensão. Estrada, morte, amor e sexo. A natureza humana é, sem sombra de dúvidas, o maior espetáculo da terra.

Primeiro romance de Julliano Mendes, Um Circo foi viabilizado por uma campanha de financiamento coletivo que mobilizou cento e vinte e sete pessoas. Além de arcar com os custos de um projeto gráfico criterioso, a campanha permitiu a construção de uma primeira base de leitores do romance, que agora reportam sua experiência de leitura ao autor, que as compartilha em sua rede social. Com a iniciativa, Julliano Mendes exercitou esta nova relação entre autor e leitores que pode representar uma saída ao mercado gráfico em épocas de mudança de comportamento.

Julliano Mendes é ator, diretor, dramaturgo, bacharel em artes cênicas e mestre em Estudos da Linguagem. Fundou, em 2001, o Grupo Residência em Ouro Preto. É vocalista do Galanga, videomaker e poeta. Autor de mais de uma dezena de textos dramáticos como “Amores e Dores no País das Flores", “O Queijo – Uma comédia Sórdida”, “Nelson Rodrigues” e "Delírios de Will ou como chupar os ossos de Shakespeare", dentre outros.

"Pequeno painel sobre a humanidade",
resenha crítica de Tadeu Sarmento para
o site www.domtotal.com
Com a palavra, os LEITORES! (Clique no vídeo)

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.